domingo, 25 de setembro de 2011

O mundo global visto do lado de cá

18 comentários:

  1. Excelente filme.

    Ele mostra que a vida moderna tem nos tornado cada vez mais a pensar somente em nós, esquecendo dos outros.
    Onde uns ganham muito e outros quase nada.

    ResponderExcluir
  2. Fábio Medeiros, Radialista de Patos-PB.16 de novembro de 2011 15:00

    O visionário Cientista e Pesquisador Negro Milton Santos que deixou um legado cultural e moderno da Geografia Mundial,é sem dúvida uma prova que é possível no campo científico, a compreenssão de um mundo livre da intromissão da influência elitista,escravista e corporativista da ordem jurídica mundial, pois o mesmo também com advogado deixou um trabalho diferente e livre para ser compreendido por todas as Nações do Mundo. E ele acrescenta Tende Paz, muita Paz.

    ResponderExcluir
  3. Jesus Acacio, professor de filisofia17 de novembro de 2011 14:08

    SOBRE A APRECIAÇÃO DO PROF. MILTON SANTOS

    A Universidade somente cumpre o seu papel institucional e acadêmico: a. PARÁTICA: 1) Equacionar o problema sócio-cultural do seu entorno geográfico, ou seja, para as gestantes desassistidas, um projeto de saneamento gineco-obstetrício; 2) para a fome, um projeto nutricional de erradicação...; 3) para o déficit habitacional, um projeto de erradicação da carência de moradias; 4) para a repetência/evasão escolar, um projeto de inclusão pedagógica, e assim por diante...;

    b. TEÓRICA: Dotar o acadêmico de uma “visão cosmopolita” da cultura universal da Humanidade: principais doutrinas filosófico-políticas: budismo, muçulmanismo, cristianismo; liberdade, democracia, distribuição da renda, direitos humanos etc.

    c. A Universidade tem que: a) parar de distribuir “diplomas” de honra, e apenas emitir ‘certificado de competência técnica’!; b) o estudante que tiver preparo/capacidade intelecto-teórica individual, idiossincrática, original e autodidática insofismável, não necessita cursar uma carga horária burocrática “regulamentar”, mas, apenas dispor de uma Banca de Examinadores para defender a sua Tese!!! Assim, o Brasil crescerá não apenas “cinqüenta anos em cinco”, mas 100 anos em 5!!!

    ResponderExcluir
  4. Caro Waldmiro, agradeço a você o convite e nos dar o conhecimento de seu blog, estamos engradecidos em conhecimento, meus parabéns pelo seu trabalho informativo tão importante aqui.
    Abde e Ricardo.

    ResponderExcluir
  5. “Completamos a primeira década do novo milênio, e mais distantes vislumbramos as esperanças da sua sociedade mundial fundada na igualdade dos homens. A humanidade avançou em todos os campos do conhecimento, dominou a Terra e seus recursos, e partiu para a conquista espacial; alcançou fantásticos progressos sobre a ciência e as técnicas e foi capaz de avanços tecnológicos antes insuspeitos. Temos recursos econômicos, meteriais e tecnológicos que assegurariam aos Estados, não fosse a concentração econômica, distribuir casa a todos os seus habitantes, e a todos assegurar trabalho, escola, saúde e lazer, de forma a que ninguém passasse fome.

    No entanto, hoje, no mundo, a diferença entre ricos e pobres é maior do que nunca, mais da metade dos seres humanos passa fome, não tem casa ou mora em condições sub-humanas, é desempregada e despreparada para enfrentar o mercado de trabalho atual, quanto mais o da nova sociedade do conhecimento.”

    Texto retirado da orelha do livro Socialismo e democracia de Roberto Amaral, publicado pela fundação João Mangabeira.

    Esse trecho é uma contribuição a obra do professor Milton Santos junto a esse blog.

    ResponderExcluir
  6. Fabiana A. S. Figueiredo14 de dezembro de 2011 19:55

    Fernando Conceição,professor,Dr. em comunicação, biógrafo oficial de reescrever uma biografia do Prof. Milton Santos, escreveu o livro MÍDIA E ETNICIDADE no Brasil e nos Estados Unidos.

    "No capítulo 4, Mídia e racismo no Brasil e nos Estados Unidos expõe sobre a Panacéia Culturalista, onde identifica estudos científicos da área de Comunicação relacionados à compreensão do impacto do discurso racial em sociedades de formação pluriétnica,têm circulação ainda restrita no mundo acadêmico, se comparados a outros campos de pesquisa."

    O Rio São Francisco e seus afluentes, dos quais são gerenciados pela CODEVASF, para gerir a política ambiental e dar sequência nos projetos de energia através das usinas hidrelétricas e a criação de barragens. Estas foram a base do desenvolvimento do nordeste no Brasil criando um polo de agroindústria e o inicio da industrialização dos principais estados nordestinos. Para tanto, está aí o projeto de transposição do Rio São Francisco, só que a política desenvolvida pela CODEVASF criou um foço de apartheid contra a população ribeirinha e não há um projeto de revitalização dos afluentes do próprio "Velho Chico" apoiando apenas o agronegócio que fica subentendido que apoia uma política de grilagem.

    Fabiana A. S. Figueiredo, estudante de Farmácia, Faculdade Pitágoras de Belo Horizonte

    ResponderExcluir
  7. Sr. Waldomiro, conforme prometido em frente ao Aguas Claras shopping quando o Sr me viu com meus sobrinhos venho visitar seu blog e compartilhar minha homenagem a este grande cientista que foi Milton Santos. Como geógrafa e professora é uma grande honra ter reconhecido internacionalmente este grande brasileiro como um dos grandes pensadores brasileiros. um grande abraço. professora lucia.

    ResponderExcluir
  8. “O mundo global visto do lado de cá” este filme relata os países pobres e em desenvolvimento, foi narrado pela atriz Fernanda Montenegro e também o episódio da brasileira Ministra Eliana Calmon do STJ e Corregedora da Justiça Brasileira, “ A justiça é valorizada” quando a ministra diz que há bandidos togados, provoca uma indagação, sobre o que representa o poder Judiciário para a população.
    Eu como dona de casa compreendo que há pessoas dando a sua contribuição para melhorar a convivência familiar utilizando assim como base e organização da humanidade os exemplos de Milton Santos e Eliana Calmon.

    Ivone Torres

    ResponderExcluir
  9. O blog esta fazendo uma homenagem ao cientista Osvaldo Cruz junto com o esta postagem do filme "O Mundo Global Visto do Lado de Cá". Na coleção “Titãs da Ciência” volume 5 a uma grande parte dedicada ao Osvaldo Cruz, que vai da pagina 135 a 154. Com uma biografia e seus principais trabalhos da sua vida. Segue abaixo uma parte da biografia de Osvaldo Cruz retirada do site http://educacao.uol.com.br/biografias/osvaldo-cruz.jhtm.
    “Oswaldo Cruz representou o Brasil no 14º Congresso Internacional de Higiene e Demografia de Berlim, em 1907, quando apresentou os trabalhos desenvolvidos no Instituto de Manguinhos. O júri do congresso decide, então, dar - entre os 123 participantes da reunião - o primeiro prêmio ao Brasil (prêmio, aliás, pela primeira vez concedido a uma instituição estrangeira).

    Depois de se afastar da Diretoria de Saúde Pública, Oswaldo Cruz aceita, em 1910, o convite para estudar o saneamento da região em que se construía a estrada de ferro Madeira-Mamoré. Passa um mês na região, que percorre minuciosamente, fazendo amplo levantamento das doenças. Graças às suas conclusões, a construção da ferrovia pôde ser levada adiante.

    Eleito para a Academia Brasileira de Letras, ocupou a cadeira nº 5, deixada pelo poeta Raimundo Correia.

    Oswaldo Cruz faleceu prematuramente, aos 44 anos, de insuficiência renal.”

    ResponderExcluir
  10. O Brasil é de fato o mais inovador dos países do mundo. Começar com Osvaldo Cruz (médico cientista) Laelia de Alcantra (médica inovadora) da medicina preventiva junto com o primeiro, e o nosso jornalista, professor, geografo, cientista Milton Santos que navegou nas províncias do conhecimento. Hoje o IBGE leva o nome de Milton Santos sobre a cartografia do Brasil e do Planeta. Ele afirmava que a intuição e a informação chegam à educação e expressa a cultura isso é, que todos nós devíamos fazer nos nosso dia a dia em todas as latitudes da vida.
    Queria também, falando da poesia, Cruz e Sousa, Castro Alves e todos os mestres (Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo ) dentro de cada um ser humano temos um potencial que é possível cuidar do planeta com sabedoria amor e paz, para os anos seguinte e milênios.


    Publicidade e Propaganda IESB

    ResponderExcluir
  11. eu como estudante de engenharia aeronautica, admiro muito o trabalho de Milton Santos, como tambem Osvaldo Cruz e inovadores como Sezar Lates e outros.Quero recomendar os meus companheiros engenheiros, de ler os livros de Melton Santos. A urbanização brasileira, espaço dividido, etc. E assista tambem este video 'O mundo global visto do lado de cá', trata de uma problematica desse planeta.

    ResponderExcluir
  12. Natália Dutra Cássia - Pedagoga da Unb8 de fevereiro de 2012 20:18

    MILTON SANTOS DO BRASIL NAS ENCRUZILHADAS DO MUNDO : UMA METABIOGRAFIA
    Comunicado de Patrocínio de Pesquisa e Publicação.

    AFIRME-SE- Centro de Práticas e de Estudos de Diversidades Culturais e Grupo de Pesquisa Permanecer Milton Santos, do Programa Multidisciplinar de Pós- Graduação em Cultura e Sociedade/UFBA-CNP, tornam pública a assinatura de contrato de patrocínio com a PETROBRAS, para a finalização da pesquisa de campo, produção e publicação da biografia autorizada do intelectual e geógrafo Milton Santos.
    O patrocínio da Petrobras permitirá á coordenação da pesquisa a montagem de equipe de bolsistas, assessoria técno-jurídica, organização e realização de atividades de coleta de dados primários e secundários por todo o Brasil, outros países das Américas do Sul, Central e do Norte, bem como países da África e da Europa, além do Japão- locais de trabalho de Milton Santos principalmente em seu período de exílio político por conta do golpe militar de 1694.
    Fernando Conceição, Phd Professor, Faculdade de Comunicação/UFABA, coordenador do G.P.Permanecer M.Santos.

    Parte dos recursos do patrocínio será investida na redação, editoração e publicação de 6.000 exemplares do livro resultante da pesquisa, no qual será ainda encartado um CD-O com registros do trabalho de campo. A vigência de patrocínio é de 600 dias, a contar de 23 de janeiro de 2012. O contrato estabelece distribuição gratuita da primeira edição. Outro produto do projeto será um site, no qual parte do material recolhido e do texto da biografia será disponibilizada.
    Acompanhe por enquanto no www.etnomidia.ufba.br/. A verba de patrocínio será administrada pelo Afirme-se, organização sem fins lucrativos localizada no Calabar, Salvador, Bahia. Além da autorização do próprio Milton Santos, o projeto de pesquisa biográfica foi autorizado pelos seus herdeiros, em o apoio dos quais não seria possível empreender esse contrato.
    Danila de Jesus, jornalista , Presidente do Afirme-se.
    Salvador, 7 de fevereiro de 2012.

    ResponderExcluir
  13. Me recordo da primeira vez que assistir esse filme, ainda era estudante de Historia primeiros semestres e já o pulsante anarquismo feminista reverberava aos quatro ventos...

    O que mais me impressionou na epoca foi a maneira de construção do pensamento em torno da barbárie social que o sistema capitalista opera, e genocida o que não é binario, hegemonico e ou globalizado.

    Outra bacana elaboração que tive com o filme “Encontro com Milton Santos – O mundo global visto do lado de cá”, é a despeito do recorte singular sobre a globalização, a sociedade de consumo, as divisões que esta sociedade se encontra, o território, os efeitos famigerados da globalização e o papel da mídia e as revanches organizadas pelo interesse do capital: mercadologico que coisifica a vida humana e dita as regras sociais operando em favor de uma logica machista, sexista, misogena e homofobica!

    Sistema capitalista em crise, total criminal...

    E essa crise fica evidente quando no decorrer da narrativa coloca-se em cena que “O consumo é o grande fundamentalismo”.

    Enfim, finalizo quando Milton Santos de maneira muito feliz diz que esta sociedade na qual vivemos ainda é um ensaio; ela nunca existiu...

    Ana Carolina da Silva Silvério
    Assistente Social

    29 de Março de 2012

    ResponderExcluir
  14. Texto retirado do livro Direitos Humanos e as Práticas de Racismo, escrito por Ivair Augusto Alves dos Santos que foi amigo de Milton Santos.
    "5.3.2 - O artigo 20 da Lei no 7.716 de 1989: práticas de racismo
    O artigo 20 da Lei no 7.716 de 1989 foi uma das conquistas importantes do movimento negro para a ampliação do entendimento do que vem a ser um ato de discriminação racial, ante a dificuldade de enquadramento das condutas expressas na Lei no 7.716:
    Art 20 – Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
    Pena – reclusão de um a três anos e multa
    O verbo praticar é amplo, reflete qualquer conduta discriminatória e significa também qualquer conduta capaz de exteriorizar o preconceito ou revelar a discriminação, englobando gestos, sinais, expressões faladas ou escritas ou atos físicos. Induzir é fazer penetrar na mente de alguém ideia ainda não refletida, é incutir, mover, levar. Incitar é o ato de estimular (Santos, 1999).
    Com o artigo 20, o importante é que a discriminação racial indireta também pode ser enquadrada. O delito não exige a produção de um resultado para se consumar.
    266
    Ao debruçar-se sobre a Tabela 7 (Quadro Estatístico do TJ-RJ), os casos que foram enquadrados no artigo 20 da Lei no 7.716 apresentaram os seguintes números totais/anos: 140 (2005), 145 (2006) e 74 (2007, até junho). Ao comparar-se ao total de ações penais têm-se os seguintes percentuais: 7,5% (2005), 5% (2006) e 4,7% (2007, até junho).
    Os gráficos demonstram que há uma curva que indica uma permanência dos casos ao longo dos anos, não apresentando o mesmo crescimento quando se analisa o total de casos que chegam ao Tribunal. Era de se esperar pelo menos uma curva que acompanhasse a linha de crescimento dos casos, mas não é o que ocorre, confirmando uma das hipóteses acerca do sistema jurídico: não reconhece a existência da prática de racismo e a desqualifica para injúria."

    ResponderExcluir
  15. Meu amigo Valdomiro
    eu vejo a sua luta
    sua força na labuta
    para dar ao negro um giro
    onde chegar seja aceito
    com liberdade de agir
    e não tenha que ouvir
    perguntas com preconceito
    ser negro não é defeito
    pra ser ladrão e corrupto
    a côr não seleciona
    e o que mais impressiona
    é fazer o negro servil
    escravo de sua côr
    algo sem nenhum valor
    sem ser primeiro de abril.

    Se olharmos para o céu
    e apagarmos as estrelas
    veremos o que predomina
    é a materia escura
    que no universo perdura
    por todos os seculos amem.

    ResponderExcluir
  16. No momento estamos vendo
    a ganância e a cobiça
    os politicos se vendendo
    praticando a injustiça
    querendo aparecer
    no pleno da CPMI
    com moral sem merecer
    descurso pra boi ouvir
    se olharmos as vestais
    transbordando de sujeira
    de moralistas imorais
    se queimno na fogueira
    com tamanha vaidade
    improbios e inconfessos
    da boca não sai verdade
    eles são uns retrocessos
    quando virá um politico
    que olhe para esse povo
    nas filas dos hopitais
    trazendo acalanto novo
    e as filas nunca mais.
    RAMOS.

    ResponderExcluir
  17. Baixar o Documentário - Encontro com Milton Santos ou O Mundo Global Visto do Lado de Cá - http://mcaf.ee/qigb0

    ResponderExcluir
  18. SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
    Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
    Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
    Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces.
    Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
    Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
    ¶ Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
    Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
    Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
    Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
    Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
    Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa;
    Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.
    Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.
    Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra.
    Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.
    E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles!
    Se as contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo.
    Ó Deus, tu matarás decerto o ímpio; apartai-vos portanto de mim, homens de sangue.
    Pois falam malvadamente contra ti; e os teus inimigos tomam o teu nome em vão.
    Não odeio eu, ó Senhor, aqueles que te odeiam, e não me aflijo por causa dos que se levantam contra ti?
    Odeio-os com ódio perfeito; tenho-os por inimigos.
    Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
    E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.

    Salmos 139:1-24

    ResponderExcluir