terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O ataque racista no congresso ao ministro Joaquim Barbosa

Embora o presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa ao lado dos presidentes da Câmara e do Senado, Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros respectivamente,  foi violentamente atacado por um ato racista do primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados do Brasil. Os racistas de plantão ficaram irados após os quinhentos e quatorze anos de descoberta  do Brasil,  pela empatia junto a população brasileira de apoio as decisões e atos de Joaquim Barbosa conjuntamente com os outros dez Ministros do Supremo. É uma decisão coletiva do Plenário do Supremo. Não é um ato isolado de uma pessoa.

Indago, como os racistas irão pedir voto a população negra na eleição de 2014 em outubro? Os seus gestos e praticas estão além da organização ku klux klan e o  apartheid da África do Sul e foi praticado dentro do plenário da câmera dos deputados, em sessão solene do inicio do ano legislativo. O que é mais grave! Todos os senhores deputados e senadores sentados naquele plenário, sem exceção, receberam voto do povo negro e apoiaram em silencio a pratica racista na abertura da sessão solene de 2014.  

Como a população negra pode confiar nos seus representantes que durante campanhas humildemente pediram seus votos? O professor Milton Santos na sua vasta obra adverte " ser negro no Brasil não é confortável, devemos estar todos vigilantes, todos os dias!" Onegronobrasil1980.blogspot.com está atento como os presidentes da câmara, do senado e dos partidos políticos reagiram diante do episódio ocorrido.



Leia os quatro jornais ao lado. O correio brasiliense publica em sua primeira página o assassinato do menino Pedrinho, o que se pode dizer que o governo Dilma registra o maior número de assassinatos de todos os governos na história do Brasil. Como disse Milton Santos " de amor a vida e vivificá-la" o blog expressa e confia na capacidade brasileira seguindo o caminho da paz, do amor, da sabedoria que está dentro de cada brasileiro(a). Vamos caminhar juntos pois somos vitoriosos!!!
Foto: "VERGONHA INTERNACIONAL -- A edição da revista FRANCE FOOTBALL esta semana veio com a capa toda negra, onde se lê “Peur sur le Mondial”, algo como: “Medo do Mundial”, sendo que a letra “O” da palavra “mondial” está a bandeira do Brasil, e onde deveria estar escrito “Ordem e Progresso”, foi colocada uma tarja negra. (foto ilustrativa)
No subtítulo diz: Atingido por uma crise econômica e social, o Brasil está longe de ser aquele paraíso imaginado pela FIFA para organizar uma Copa do Mundo, a menos de 5 meses do mundial, o Brasil virou uma terrível fonte de angústia.
A revista pode ser acessada no site: www.francefootball.com mas apenas se vê a capa, a reportagem, de 12 páginas, não está liberada no Brasil. (CENSURA!)

15 comentários:

  1. Lendo as manchetes dos jornais acima O Globo, Estado de São Paulo, Correio Brasiliense e Folha de São Paulo. Como eleitora sinto-me agredida por esse atentado racista contra o primeiro ministro negro que preside o supremo tribunal federal Joaquim Barbosa, alias é o primeiro negro a ter acento no supremo. Como a cultura brasileira, como afirma Milton Santos, Florestan Fernandes e outros escritores que afirmam a estrutura republicana de governo é racista. No caso ocorrido na sessao solene uma eleitora não tem a onde recorrer no pais, só podendo recorrer ao tribunal de AOEA ou as Nações Unidas. A população negra no Brasil é indefesa como a indigna, o governo Dilma ao levar alguns negro para o seu governo, fica evidentemente comprovado, que restabeleceu o conceito do passado, a figura do capitão do mato. Esse governo usa os negros para faz propaganda orgia do comportamento Humano. Os filhos dos pobres e favelados estão morrendo pela bala do estado ou na cracolândia esse é o presente do governo Dilma. A juízo no seu governo esta tudo muito bom.

    Creio na cidadania política na paz e na harmonia entres os brasileiros.

    ResponderExcluir
  2. Pergunto ao tribunal superior eleitoral, como o mesmo possui o processo eleitoral mais avançado tecnologicamente do mundo e permite que os racistas sejam eleitos? O atentado racista no congresso enfraquece, fragiliza a democracia e é também um atentado a cidadania. O acontecido no dia 03 de fevereiro de 2014 na câmara dos deputados pelo 1* vice-presidente da Câmara dos Deputados é um retrocesso como disse o Niemeyer que o plenário é o símbolo do poder civil, é o verbo, palavra, parla, parlamento. Não é um escola de Ku klux Klan ou um apartheid da África do Sul. A empatia conquistada pelo ministro Joaquim Barbosa, provocou ira no governo Dilma, levando o governo a busca de um estratégia de restabelecer a figura do capitão do mato. Nunca no governo Dilma entenderam que os negro são mais de 70% no pais. Por isso queremos respeito! Cito Machado de Assis, Zumbi do Palmares, Cruz de Souza e tantos outros como o símbolo da inteligência brasileira.
    Nos buscamos como eleitores a paz, o amor, a cidadania política e valorização do poder civil.

    ResponderExcluir
  3. Como eleitora, quero respeito do meu voto aos eleitos. De uso correto da prática política na gestão pública. Sem corrupção valorizando a juventude que é o bem maior de uma nação. O ato ocorrido no dia 03 de Fevereiro de 2014, os partidos políticos não vêm cumprindo a sua missão de um projeto político de nação e estado. Prova em contesto o primeiro vice-presidente da Camâra dos Deputados, tem de ser punido pelo seu ato de agressor aos eleitores brasileiros.

    ResponderExcluir
  4. "VERGONHA INTERNACIONAL -- A edição da revista FRANCE FOOTBALL esta semana veio com a capa toda negra, onde se lê “Peur sur le Mondial”, algo como: “Medo do Mundial”, sendo que a letra “O” da palavra “mondial” está a bandeira do Brasil, e onde deveria estar escrito “Ordem e Progresso”, foi colocada uma tarja negra. (foto ilustrativa)
    No subtítulo diz: Atingido por uma crise econômica e social, o Brasil está longe de ser aquele paraíso imaginado pela FIFA para organizar uma Copa do Mundo, a menos de 5 meses do mundial, o Brasil virou uma terrível fonte de angústia.
    A revista pode ser acessada no site: www.francefootball.com mas apenas se vê a capa, a reportagem, de 12 páginas, não está liberada no Brasil. (CENSURA!)


    ResponderExcluir
  5. Como eleitora fui atingida na minha cidadania política pelo ataque racista ao ministro Joaquim Barbosa feita pelo primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados o Deputado André Vargas, em solenidade de abertura do ano legislativo. Prove e conteste, estão nas manchetes dos jornais a Folha de São Paulo, O globo, correio brasiliense, estado de São Paulo e vários sites das redes sociais e revistas semanais. E mais ainda, este ato é uma agressão a inteligência brasileira. Um gesto fala mais do que mil palavras.

    ResponderExcluir
  6. Como eleitora me sinto atingida pelo atentado racista praticado pelo deputado André Vargas, primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados, em sessão solene, na abertura do ano legislativo, ao ministro Joaquim Barbosa. O governo da Presidenta Dilma sem nenhuma cerimônia resgatou a herança maldita do capitão do mato, sem a visão correta de que a população negra brasileira segundo se estimam é 70% da Nação. Aproveito a oportunidade para expressar solidariedade ao jogador Tinga, atleta do Cruzeiro Futebol Clube, pela prática racista sofrida no Peru.

    ResponderExcluir
  7. Uma triste história que se repete cotidianamente no Brasil e no Mundo. Triste por ver isso se repetir tão continuamente, até quando vamos ser valorizados por seguirmos padrões pre estabelecidos e que não dizem nada. Porque uma cor de pele incomoda tanto as pessoas? Enquanto isso, nossos irmãos e irmãs vão morrendo, desfalecendo. O poder ajuda a reproduzir esse racismo evidente e mascarado no Brasil, porque quando aparece um negro no alto escalão, aperta o calo do Brasil racista e a midia mostra. Mas isso se passa em todos os niveis relacionais. Chega de qualquer tipo de preconceito, somos ou não somos todos iguais perante a lei?

    ResponderExcluir
  8. A Família Souza solidariza com todos que contribuíram com a suas ideias para a melhoria do blog, a escrita pelo apostolo Paulo Cap. 1 "O Que era desde o princípio, o que ouvimos o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida. (Porque a vida foi manifestada, nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada): O que vimos e ouvimos isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai , e com seu Filho Jesus Cristo. Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra. Deus é luz: aqueles que não andam na luz não têm comunhão com Ele."
    A política é a arte da sabedoria de paz e de conquista que valoriza toda a contribuição do homem e da mulher no planeta.

    ResponderExcluir
  9. Eu Marcos Adelino, como eleitor e cidadão negro desse estimado Pais me sinto profundamente agredido com o atentado racista, até facistóide, cometido pelo Deputado na cessão solene do dia 03 de fevereiro de 2014 no rito solene do estado republicano e poder Civil contra o Ministro Joaquim Benedito Barbosa Gomes, Presidente do supremo.

    ResponderExcluir
  10. Tatiane Nunes Cunha5 de março de 2014 09:20

    Esse ato humilha toda nação brasileira. Nós mulheres que somos maioria negra neste Pais ficamos chocadas de ver um homem que se acha branco e até por causa disso é racista. O ato praticado na função de primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados do Brasil no dia 03 de fevereiro de 2014 fica evidente que o legislativo não cumpre a sua função de legislar para a maioria de nós brasileiros.O ministro Joaquim Barbosa, naquele momento representa mais de 70% da nação brasileira.

    ResponderExcluir
  11. Esse ato de racismo atinge toda populaçao brasileira o primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados do Brasil no dia 03 de fevereiro de 2014 fica evidente que o legislativo não cumpre a sua função de legislar para a maioria de nós brasileiros.

    ResponderExcluir
  12. Vereador Zeca de Mansidão - BA, sou vereador de Planaltina Goiás, estou solidário com vc. Deixo meu email pra vc comunicar. telcomvoce@hotmail.com, Waldimiro de Souza, seu tio está no meu gabinete, gente nossa. No meu gabinete está, Mandela, Joaquim Barbosa, Pelé, Barack Obama, seu tio gostou. Eu sugiro que faça como eu.

    ResponderExcluir
  13. Proprietário e moradores da fazenda tapera reuniram para fazer uma proposta de legalização fundiária, atendendo os preceitos da lei e com projetos do uso da terra para fins sociais. A maioria das pessoas não tem inventário até a quinta geração. Apareceu uma surpresa, o senhor Reginaldo, que não conheço. As pessoas falam que ele é um negro, mas não é da região. Sob a sua orientação, as pessoas ligadas a ele entraram na delegacia convocando para declararem se são ou não proprietários da terra na fazenda tapera, Mansidão Bahia. Os grileiros no oeste da Bahia vem declarando que tem apoio da honrada polícia civil e militar e por isso as pessoas se negam a trabalhar em parte dessa fazenda e outras, por serem ameaçadas. Indagamos porque o prefeito Joaquim Geraldo, que é negro, está se misturando com os grileiros na região, a informação que optemos em Santa Rita, que o apoio da polícia ao senhor Reginaldo está ligado ao prefeito. O dever do prefeito é representar a população e não ser um capitão do mato. Sabemos que o governador da Bahia vem apoiando os grileiros no oeste do estado, sendo contra a população negra, pobre e ribeirinha.
    Ontem às 21:32 · Curtir · 4

    ResponderExcluir
  14. Comunicamos que no dia 22 de março 2014 na casa de Onildo e Iaia, na fazenda Tapera localizada a margem direita do rio preto em Mansidão - BA, compareceram entorno de 40 ribeirinhos, com objetivo de legalizar as terra da fazenda Tapera. Visando o uso correto da terra. Foi um sucesso!

    ResponderExcluir

  15. São duas imagens que retratam um Brasil esquecido, dominado e explorado por interesses políticos e econômicos diversos. Haja vista, a problemática nordestina, que há anos, décadas e até seculos, se arrasta pelo cabresto dos líderes políticos e autoritários. Se algum Governo tivesse o interesse em solucionar a questão conjuntural do povo nordestino, certamente esse sofrimento já teria sido superado. Quem veio da roça, como eu vim, sabe, exatamente, o que estou dizendo. Apesar de eu ter alcançado um status social adequado, em virtude do empenho de minha família em educar os seus filhos, nunca esqueci e jamais esquecerei o meu passado e nem as pessoas que lá vi nascer, crescer e algumas, morrer. Assim, me formei em dois cursos universitários, um deles, a Matemática e o outro, a Economia, que não me deixa desligar dos assuntos sociais e políticos que a Nação vive e sofre. Atenciosamente, José Afonso Jácomo do Couto, tocantinense de corpo, mente e alma.

    ResponderExcluir